segunda-feira, 11 de fevereiro de 2013

O DISCO INGLÊS DE 1981



Lado A
  1. Honestly (Falando Sério) *
(Maurício Duboc – Carlos Colla – versão: Sue Sheridan)
  1. At Peace in Your Smile (Na Paz Do Seu Sorriso) **
(Roberto Carlos  - Erasmo Carlos – versão: Sue Sheridan)
  1. Loneliness (Paul Williams – Ken Ascher) **
  2. Sail Away (Billy Falcon) *
  3. Niagara (Marvin Hamilsch – Carole Bayer Sager – Bruce Roberts) **

Lado B
  1. Buttons On Your Blouse (Os Seus Botões) **
(Roberto carlos – Erasmo Carlos – versão: Julie Saires)
  1. Breakfast (Café da Manhã) ***
(Roberto Carlos – Erasmo Carlos – versão: Sue Sheridan)
  1. Come To Me Tonight  (Gary Portonoy – Sue Sheridan) *
  2. You Will Remember Me (Detalhes) ***
(Roberto carlos – Erasmo Carlos – versão: Sue Sheridan)
  1. It´s Me Again (Doug McCormick – Dennis Smith) ***

Arranjos: * Tom Saviano
                 ** Bill Meyers
                 *** Eddie Karam

No ano de 1981 fomos brindados com um disco no meio do ano. Roberto sempre lançou, até onde sei, discos no final do ano. Propositalmente ou não, o artista ou banda que lança seus trabalhos no final ou nas proximidades do final do ano acaba pegando o gancho das vendas de natal. E quando o assunto é Roberto Carlos, o resultado é (acertar em cheio) no presente.
Pois bem, não lembro como esse disco chegou em casa. Mas foi e é até hoje ouvido exaustivamente.
Primeiramente, novos ares, novo time de arranjadores, nova sonoridade, nova abordagem musical, esse foi um presente e tanto para seus fãs.

Pasmem, o disco em inglês hoje em dia é desconhecido de muita gente. Na época, como tinha apenas 6 anos, não me lembro se vendeu, se não vendeu bem, se tocou ou não tocou nas rádios, mas uma coisa ficaria em minha memória. Hoje com o advento da internet, ficou extremamente fácil achar vídeos de 20, 30, até 50 anos atrás. Mas foi extremamente difícil achar um vídeo até a exposição RC 50 Anos de Carreira na Oca do Ibirapuera. Que eu me lembrasse, existia um clipe com uma música desse disco. Em julho de 1981 o Fantástico veiculou o clipe Sail Away.

O disco é composto de dez músicas sendo cinco versões para grandes sucessos de Roberto com letra de Roberto e Erasmo e cinco canções inéditas compostas especialmente para o disco. O layout da capa é simples, diferentemente da capa modelo álbum que mantia um padrão desde 75, com rara exceção em 1977, e um encarte nas cores azul e branco em um papel mais sofisticado do que os papéis convencionais de gramatura 0,75.

1. “Honestly “ O lado A abre com uma versão para “Falando Sério”. Logo na primeira música já percebe que a sonoridade do disco está diferente. Todas as músicas versionadas para o inglês receberam uma releitura de arranjos, não foram usadas as mesmas másteres onde seria necessário apenas adicionar o vocal. O trabalho foi completo.

2. “Na Paz do Seu Sorriso” virou “At Peace in Your Smile”. Canção executada com um pouco mais de felling que na gravação original de 1979. Essa canção tem uma variável onde na hora em que começa o solo a música muda de tom, porém quando Roberto volta, a canção volta para o tom do início.

3. “Loneliness” a primeira música inédita do disco é o tema em que Roberto tanto já cantou: Solidão. Mas a solidão aqui vem acompanhada de uma “proposta”
“...Nós temos desgastado pela noite fora, e agora está quase pronto
Se você pudesse ficar, um pouco do café da manhã pode ser divertido
É muito trabalho para um
E embora seja apenas um palpite simples
Nós estamos mais fortes agora...”

4. “Sail Away”. “Velejar” bem o estilo do Roberto e uma canção que diz coisas que ele acredita. Ele já disse muito isso em entrevistas: Só canta aquilo que realmente acredita. O cenário é o mar, o barco, uma pequena cidade na Itália, café do lado do fogo, “...caminhar com você abaixo uma estrada Cobblestone...”, ver as coisas bonitas que nós nunca conhecemos... há um romantismo no último grau da palavra nessa canção. Porém além de ser uma das cançõe que eu mais gosto, fui conferir o que era uma estrada Cobbestone. São aquelas ruas, estradas com paralelepípedos, ou pedras que não tem exatamente um formato retangular.

5. “Niagara” seriam as cataratas do Niagara, que o Pica Pau insiste até hoje em descer em um barril? Niagara é um lugar fascinante, romântico, um espaço e tanto para os apaixonados. Vide o filme da Marilyn Monroe, Niagara de 1953, no Brasil “Torrentes da Paixão”. O clima do filme é bem esse. Porém na letra da canção a situação está voltada para retomar a paixão de antigamente. 

 Foto provavelmente da mesma sessão de fotos para a capa e contra capa do disco, essa foto foi extraída da Revista Programa do show Emoções.


Lado B
1. “Buttons On Your Blouse” versão para “Os Seus Botões” de 1976. Uma revelação aqui na versão em inglês. A blusa era branca. Roberto canta “The buttons on the white blouse…” blusa branca. A história é a mesma contada no ano de 1976. Porém aqui não é usado tanto reverb na voz de Roberto como nos anos 70.

2. “Breakfast”  (Café da Manhã) a canção nesse disco em inglês saiu um pouco mais simples do que na gravação original onde nota-se nitidamente um efeito phaser na guitarra, efeitos, porém aqui a cozinha da música (baixo e bateria) está um pouco mais definido do que no arranjo de 1978 com arranjo de Jimmy Wisner.

3. “Come To Me Tonight” “Venha para Mim Essa Noite”. Talvez a música mais agitada do disco. Não na mesma levada, mas lembra um poucos algumas outras belas canções agitadas que Roberto lançaria no seu disco no final de 1981: “Ele Está Pra Chegar” e “Quando o Sol Nascer”. Segundo o amigo Everaldo Farias, Roberto interpretou essa música no Globo de Ouro. Com certeza existe o vídeo por aí, mas está nas mãos dos nossos maravilhosos amigos colecionadores. Efusivo abraço. Mas um dia aparece esse vídeo, eu tenho “Fé”.

4. “You Will Remember Me” (Detalhes) ganhou um solo de sax, uma subida de tom no último verso, ao mesmo tempo perdeu as expressões “... o ronco barulhento do seu carro”, “a velha calça desbotada ou algo assim”. Música que manteve o clima que embalou o namoro de muita gente.

5. “It´s Me Again” o disco inglês de Roberto fecha com uma inédita composta especialmente para o disco. “Letters in the fireplace...” cartas na lareira, ele está em algum lugar em Dezembro, sozinho desde maio, porém consciente que se encontrasse a (musa) diria que “It´s Me Again” , “Sou eu de novo, para dizer que nunca mais quero falar com você, depois de tudo que me fez passar”, bem ao estilo “Do Fundo do Meu Coração”.

O disco não fica devendo nada para os lançamentos internacionais por volta de 1980 até 1983. Entre os músicos participantes no baixo está o Abe Laboriel no baixo, pai do baterista Abe Laboriel Jr. Baterista da atual banda de Paul McCartney. Porém não consigo identificar em quais faixas Abe toca. Na percussão Paulinho da Costa.
Para terminar, um vídeo que foi veiculado pelo Fantástico em julho de 1981. O clipe de “Sail Away”.
Revendo meus guardados, mais precisamente na Revista Programa do show Emoções, há uma foto onde tudo indica que é da mesma sessão de fotos da capa e contra capa.

Produzido por Nick de Caro para Entertainment Company
Gravado no estúdio Crimson Sound, Santa Monica, California.

Cordas gravadas em Western Recording Studio, Studio One, Hollywood, California.

Fotos Frederico Mendes

Sail away Fantástico