quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Roberto Carlos no Cinema - Roberto Carlos e o Diamante Cor de Rosa



O segundo filme estrelado por Roberto Carlos é praticamente uma volta ao mundo em 94 minutos de pura aventura. O filme foi rodado em Tóquio e Kamakura, Japão; Tel Aviv e Jerusalém, Israel; Rio de Janeiro, Brasil e Portugal.
Roberto aparece no início do filme acompanhado de sua inseparável gaita tocando o tema do filme: Diamante Cor de Rosa. Há também o clip Não Vou Ficar onde Roberto aparece com um colete, tocando guitarra. Aqui já dá pra ver os primeiros sinais de mudança de estilo. Vivíamos em 68, a era flower Power. Roberto que até o filme Ritmo de Aventura usava e abusava das tradicionais camisas, figurino extremamente selecionado, aqui Roberto aparece bem mais a vontade. O cabelo que no filme anterior, acontecesse o que acontecesse aparecia todo penteado, aqui já começava a crescer, uma prévia dos anos 70 onde ele usaria o cabelo comprido.
No filme temos as participações de Wanderléa e Erasmo Carlos compondo o trio inseparável da Jovem Guarda.
Eles estão no Japão, todos ali com estilo bem hippie, passeando, fazendo compras, até que Wanderléa se encanta (mulher quando entra em loja é um saco) com uma estatueta. Mas entra em cena Pierre, o fantástico José Lewgoy que também atuou em Ritmo de Aventura. Aí começa a perseguição. Motivo: A estatueta guardava um mapa de um tesouro que estaria escondido em algum lugar. Um pouco mais pra frente eles conseguirão a ajuda de um gênio, chamado Eugênio.
Em uma das cenas finais, (não, não vou contar o filme inteiro), Roberto sai batendo a poeira, e podemos reparar que ele está com um visual parecidíssimo com o Roberto de alguns anos atrás: Todo de branco e com o cabelo grisalho. Assim como os três filmes de Roberto, este filme é dirigido por Roberto Farias. Irmão do ator Reginaldo Farias.
Infelizmente não houve um disco com a trilha sonora do filme. O que foi lançado foi um LP pela gravadora Polydor com algumas músicas, porém nenhuma delas com as vozes de Roberto, Erasmo ou Wanderléa. Apenas gostaria que alguém pudesse me ajudar a entender, como o filme que é de 1968, já tem a música de 1970 a canção "120, 150, 200 Km por Hora".

Músicas do Filme:
1) O Diamante Cor De Rosa
2) Você Vai Ser O Meu Escândalo
3) 120, 150, 200 Kmh
4) As Curvas Da Estrada De Santos
5) Vou Ficar Nú Pra Chamar Atenção
6) É Preciso Saber Viver
7) O Gênio
8) Karatê
9) Pentotal
10) Enganado Pierre
11) Aquarela Do Brasil
12) Custe O Que Custar
13) Please Garçon
14) Não Vou Ficar
15) Sarro
16) Tuareg









Lado A:
01. O Genio (Orquestra Polydor)
02. Custe O Que Custar (Gustavo)
03. Karate (Roberto Carlos)
04. Sarro (Wilson das Neves)
05. Ilha Rasa (Orquestra Polydor)
06. Nao Vou Ficar (Gustavo)

Lado B:
01. O Diamante Cor de Rosa (Jose Roberto)
02. Please Garçon (Joyce)
03. Karate (Orquestra Polydor)
04. As Curvas da Estrada de Santos (Gustavo)
05. Toboga (Jose Roberto)
06. Enganando Pierre (Orquestra Polydor)


FICHA TÉCNICA do Filme
Diretor: Roberto Farias
Elenco: Roberto Carlos, Erasmo Carlos, Wanderléia, José Lewgoy, Paulo Porto, Marly de Fátima.
Produção: Antônio Cristiano, Ivan De Souza, Rogério Farias, Mauro Lando, Wilmar Menezes, Joni Natorf Schlomer
Roteiro: Berilo Faccio, Roberto Farias
Fotografia: José Medeiros
Trilha Sonora: Roberto Carlos
Duração: 94 min.
Ano: 1968


 



8 comentários:

  1. Olá,

    quero parabenizá-lo pelo site. Lamento não ter vindo aqui a mais tempo. Vou ver se encontro um jeito de me tornar mais assíduo.

    Conte comigo.

    Um Grande Abraço,

    Fabiano Cavalcanti

    ResponderExcluir
  2. Grande amigo Fabiano. Que prazer te ver por aqui irmão. Agradeço a sua visita e comentário. O blog vai fazer um ano agora em dezembro. Muito obrigado. Seu site está relacionado na barra lateral Blogs e Sites Robertísticos. Muito obrigado.

    ResponderExcluir
  3. Queria ter o vinil.

    Tenho dificuldade em definir de qual dos 3 filmes eu gosto mais, o "Ritmo de Aventura" talvez leve vantagem porque está muito na minha memória afetiva da infância.

    Quanto à canção 120, 150, 200 km/h, acredito que o Roberto já vinha trabalhando nela e ainda não tinha se dado por satisfeito para lançá-la, interessante observar que no filme não aparece o trecho com a parte declamada que é preenchida somente por uma orquestração.

    Abraço, mano!

    ResponderExcluir
  4. Fala mano, também tenho dificuldade em afirmar qual dos 3 filmes dele eu gosto mais. Só está faltando postar sobre um aqui que é o filme que encerra a trilogia dos filmes estrelados por ele. Estou trabalhando no post ainda. Em breve estarei comentando aqui. Abraço mano!

    ResponderExcluir
  5. Grande Barata, você teria este Lp para Download?

    ResponderExcluir
  6. O filme NÃO É DE 1968, É DE 1970. As filmagens foram feitas em 1969 e o filme estreou em junho de 1970.
    Sergio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente Sérgio, tanto que a maioria das músicas do filme como 'Não vou Ficar', 'O Diamante Cor de Rosa' faz parte do disco de 69 (Roberto sentado na areia da praia).

      Excluir
  7. Valeu Sérgio. Obrigado pela visita e comentário

    ResponderExcluir