segunda-feira, 31 de dezembro de 2012

Roberto Carlos no Faustão 2012




Roberto Carlos arrebenta mais uma vez senhoras e senhores. Foi ao ar ontem pele Rede Globo o programa Domingão do Faustão mais do que especial, com a presença de Roberto Carlos. Se tem uma coisa, entre tantas que eu admiro no Faustão, uma é quando ele apresenta o convidado. Ele vai falando, a banda tocando e a gente na expectativa de ver o rei mais uma vez na TV. Eis que Roberto surge humilde, tímido, cumprimenta todas as atrizes que estão na pizzaria do Faustão e diante do microfone é aplaudido de pé. Já ataca com o novo sucesso Furdúncio. Emenda com um pout-pourri da Jovem Guarda. Pout-pourri esse que é um verdadeiro tabefe na cara de gente que andou falando que a banda do Roberto anda economizando nos arranjos, com medo de tocar... Perdão Roberto, eles não sabem o que falam.
Faustão sempre fala que todo mundo tem uma história com Roberto Carlos. E tem mesmo. Durante o programa várias personalidades e pessoas desconhecidas do grande público falaram do seu momento com Roberto Carlos. Pessoas que o conheceram pessoalmente, quem me conhece sabe que esse é o meu maior sonho.
Roberto Carlos faz parte do cotidiano das pessoas, seja fã ou não. Creio que em cada casa do Brasil tem pelo menos um disco de Roberto Carlos. Todo mundo tem alguma história relacionada com Roberto Carlos.
O programa de ontem seguiu com Detalhes, Proposta, entre outras.
Roberto recebeu ontem o Troféu Mario Lago e a homenagem da gravadora por 1,5 milhão de cópias vendidas do EP “Esse Cara Sou Eu”. Marca de alguns dias atrás, pois o álbum já vendeu mais de 2 milhões de cópias.
Não é a primeira vez que Roberto apareceu no Faustão. Roberto apareceu no Faustão em 1996, 1997, em 1998 o Faustão mandou uma repórter ir conferir o especial do Roberto daquele ano em que era gravado, foi tão rápido que eu não consegui colocar pra gravar. A volta do Roberto aos palcos em Recife foi acompanhada também, o show do aterro do Flamengo que resultou no disco ao vivo de 2002, a equipe do Faustão também estava lá. O lançamento do disco Acústico, Amor sem Limite, ou seja, se buscarmos na memória, o Faustão sempre está acompanhando Roberto Carlos.
Alguns vídeos já estão no you tube fazendo a alegria dos fãs. E terminamos o ano assim. Com Roberto embalando mais uma jovem tarde de domingo, “como nos velhos tempos” como o rei costuma dizer.



quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

O Especial de 2012


A noite de ontem foi marcada pela volta do especial do Roberto Carlos. Com o tema Reflexões, Roberto entra no palco com um cenário inovador, a paisagem do Rio de Janeiro e seus pontos turísticos. A banda estava organizada de uma maneira diferente. Do lado direito bateria, baixo, guitarras, do lado esquerdo metais, percussão, piano, um jeito diferente. Diferente também foi a maneira como os retornos foram colocados. As caixas com auto-falantes, mais conhecida no meio musical como “retorno”, ficam “cercando” Roberto. Essas caixas nesse ano foram colocadas mais inclinadas permitindo uma visão geral do Roberto e assim permitindo seus movimentos no palco.
Roberto cantou entre outras canções o pout-pourri do show Detalhes que está no 1º disco ao vivo de 1988. O pout-pourri só não acabou com a canção “Eu e Ela” de 1984. Em todos esses anos nos especiais do Roberto, alguns dos convidados eu jamais me interessaria em assistir um vídeo clipe que fosse. Mas quando aparece no especial do Roberto eu acabo assistindo, às vezes curto o dueto, às vezes não, às vezes demoro para assimilar e às vezes gosto tanto que gravo em um cd para mim. 



Michel Teló foi o primeiro convidado da noite. A primeira canção, ao contrário do que eu imaginava, foi “Meu Querido, Meu Velho, Meu Amigo” de 1979. Logo na introdução, Michel conta que quando tinha sete anos sua mãe colocou um terninho branco, uma camisa azul para ele cantar em homenagem ao pai. Mãe e pai estavam na plateia. Não sei se reparei demais, mas ele contou essa história com humildade, isso não significa que eu vá passar a admirar sua música, mas admirei sua atitude. Essa canção de 1979 foi o bastante para me levar às lágrimas, pois há exatos 22 anos, no dia de ontem dia 25 de dezembro meu pai era enterrado. O título Reflexões caiu como uma luva nesse momento. Depois foi a vez de “Ai Se Eu Te Pego” em dueto com Roberto. Foi a primeira vez que ouvi isso inteiro. Momento que foi compensado pelas duas gostosas Paloma Bernardi e Monique Alfradique que entraram para dançar. Roberto dançou com Paloma Bernardi e mandou ver no rastapé.
Algumas semanas antes do especial, vários sites e blogs dos amigos já diziam o que ia acontecer no especial. Confesso que foquei apenas nas fotos, pois não queria ler tudo antes de assistir. 



Em uma invasão no camarim eis que surgem as personagens da novela Cheias de Charme. Cida (Isabelle Drummond) a eterna Emília do nosso amigo e leitor Robert Moura, Rosário (Leandra Leal) Penha (Taís Araújo), além de Chayene (Cláudia Abreu) e Socorro (Titina Medeiros) em um diálogo com as letras das canções de Roberto, disputam o rei entre si. No palco “É Meu, É Meu, É Meu”, canção do álbum O inimitável Roberto Carlos de 1968. No final Chayene rouba um beijo de Roberto. 



Ainda na categoria convidados Seu Jorge canta ao lado do rei “As Curvas da Estrada de Santos” do disco de 1969. Logo em seguida é a vez de “Amiga da Minha Mulher”. No momento em que Roberto canta a estrofe dá pra ver que Roberto conduz uma música rápida com a métrica da letra com muita desenvoltura e milimetricamente falando.
Arlindo Cruz é um cara em que eu presto atenção, pois quando ele fala sinto muita espiritualidade vindo dele. Em dueto com Roberto ele canta “O Homem” do disco de 1973. Também cantam “Meu Lugar”.
DJ Memê transforma o palco e cenário do especial em uma... pista de dança? Pois é amigos, Roberto Carlos em remix. “Fera Ferida” do disco de 1982 em uma nova roupagem. E que roupagem senhoras e senhores. Se a molecada vai passar a curtir Roberto depois do cd previsto para o ano que vem só com remixes eu não sei, mas eu gostei. Porém é estranho ver Roberto sem banda no palco, assim como Elvis Presley.
Foi especial também a canção nova “Esse Cara Sou Eu” em que as cenas alternavam entre Roberto no palco do especial, cenas da novela, os atores da novela na plateia e... Roberto no palco do Maracanãzinho. Roberto também cantou a canção “Furdúncio” feita em parceria com Erasmo Carlos.
O especial terminou com “Jesus Cristo” do disco de 1970 e o tradicional momento da distribuição de rosas.
Exatamente agora quando o relógio marca cinco horas da manhã do dia 26, alguns vídeos já estão sendo colocados no you tube. Não por mim. Como eu havia falado na postagem de segunda feira dia 17 de dezembro, “...na semana seguinte do especial já é possível encontrar nas melhores barracas do ramo o DVD do especial. Graças a alguma iluminada alma que grava e depois disponibiliza.”.
A maratona de fim de ano continua no próximo domingo dia 30 de dezembro com Roberto participando no programa Domingão do Faustão. 



segunda-feira, 24 de dezembro de 2012

Noite Feliz - Roberto Carlos

A todos os seguidores, amigos, comentaristas, a todos que passaram aqui pelo blog esse ano, gostaria de desejar um Feliz Natal e não esqueçam, amanhã é dia do especial do rei na TV. Você não vai perder né?
Agradeço a todas as visitas, comentários e carinho de todos com o blog aqui. Ainda não consegui comentar todos os discos, além disso já estou com uma idéia de comentar os especiais de fim de ano, mas isso significa que temos muito trabalho para 2013. Falar sobre a carreira de Roberto Carlos é algo que me dá muito prazer. Muito obrigado pelo carinho de vocês com o nosso humilde espaço onde podemos falar sobre o nosso rei.

Baratta 2012

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

Um Fim de Ano Muito Especial



2012 está acabando e estamos na semana que antecede o tão esperado especial do Roberto de fim de ano. Aliás, fim de ano na Globo, só dou audiência por causa do Roberto mesmo. Bom, vamos lá. O especial vai ao ar no dia 25 depois da novela Salve Jorge. O especial terá várias participações entre elas, as empreguetes da novela “Cheias de Charme” das 19hs, Michel Teló, Seu Jorge entre outros. O tema do especial é “Reflexões”.
Segundo o que foi noticiado em alguns sites, no úlitmo domingo do ano terá Roberto Carlos no programa Domingão do Faustão. Vamos aguardar e curtir as aparições do rei na TV nesse fim de ano. Fim de ano sem Roberto Carlos não é fim de ano, pelo menos pra mim e pra muitos de seus fãs.
Isso me faz lembrar as muitas vezes em que literalmente corri para assistir a um especial do rei. Confesso que é uma hora em que eu tiro o telefone fixo do gancho, o celular deixo no silencioso, mas é gratificante quando no momento do especial recebo às vezes um sms no celular dizendo coisas como: “Tô assistindo o rei e lembrei de você”. Isso já aconteceu várias vezes. De alguns anos pra cá, com o advento da internet, na semana seguinte do especial já é possível encontrar nas melhores barracas do ramo o DVD do especial. Graças a alguma iluminada alma que grava e depois disponibiliza.
Um dos meus sonhos de consumo é que saísse um Box para cada década de especial, nos anos 70, 80, 90... O primeiro especial do Roberto pela TV Globo foi ao ar em 1974, no ano que este que vos fala nasceu. De lá pra cá, tem sido sucesso absoluto. Está em pauta comentar alguns dos especiais aqui no blog. Prometo que em 2013 eu dou um jeito de postar sobre os especiais.
Bom, então não esqueça. Dia 25 de dezembro, depois da novela “Salve Jorge” tem Roberto Carlos Especial.
Com certeza vão ser muitas emoções!

quinta-feira, 13 de dezembro de 2012

Roberto Carlos no Faustão em dezembro


1,5 milhão. Esse é o número de compactos vendidos por Roberto Carlos. É o número que constará na placa que receberá no programa Domingão do Faustão que será gravado na próxima sexta feira. O programa será exibido no último domingo do ano segundo o colunista Lauro Jardim do site da Veja.
Portanto, no próximo domingo dia 30 de dezembro, é dia de parar tudo que eu estiver fazendo, colocar a camisa do Roberto Carlos da capa do disco de 1972 e curtir mais uma vez o nosso rei. O cara que chegará em breve a marca de 2 milhões de cópias vendidas, que emplaca duas músicas na mesma novela? Esse cara é o Roberto. 

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Roberto Carlos no Cinema - Roberto Carlos e o Diamante Cor de Rosa



O segundo filme estrelado por Roberto Carlos é praticamente uma volta ao mundo em 94 minutos de pura aventura. O filme foi rodado em Tóquio e Kamakura, Japão; Tel Aviv e Jerusalém, Israel; Rio de Janeiro, Brasil e Portugal.
Roberto aparece no início do filme acompanhado de sua inseparável gaita tocando o tema do filme: Diamante Cor de Rosa. Há também o clip Não Vou Ficar onde Roberto aparece com um colete, tocando guitarra. Aqui já dá pra ver os primeiros sinais de mudança de estilo. Vivíamos em 68, a era flower Power. Roberto que até o filme Ritmo de Aventura usava e abusava das tradicionais camisas, figurino extremamente selecionado, aqui Roberto aparece bem mais a vontade. O cabelo que no filme anterior, acontecesse o que acontecesse aparecia todo penteado, aqui já começava a crescer, uma prévia dos anos 70 onde ele usaria o cabelo comprido.
No filme temos as participações de Wanderléa e Erasmo Carlos compondo o trio inseparável da Jovem Guarda.
Eles estão no Japão, todos ali com estilo bem hippie, passeando, fazendo compras, até que Wanderléa se encanta (mulher quando entra em loja é um saco) com uma estatueta. Mas entra em cena Pierre, o fantástico José Lewgoy que também atuou em Ritmo de Aventura. Aí começa a perseguição. Motivo: A estatueta guardava um mapa de um tesouro que estaria escondido em algum lugar. Um pouco mais pra frente eles conseguirão a ajuda de um gênio, chamado Eugênio.
Em uma das cenas finais, (não, não vou contar o filme inteiro), Roberto sai batendo a poeira, e podemos reparar que ele está com um visual parecidíssimo com o Roberto de alguns anos atrás: Todo de branco e com o cabelo grisalho. Assim como os três filmes de Roberto, este filme é dirigido por Roberto Farias. Irmão do ator Reginaldo Farias.
Infelizmente não houve um disco com a trilha sonora do filme. O que foi lançado foi um LP pela gravadora Polydor com algumas músicas, porém nenhuma delas com as vozes de Roberto, Erasmo ou Wanderléa. Apenas gostaria que alguém pudesse me ajudar a entender, como o filme que é de 1968, já tem a música de 1970 a canção "120, 150, 200 Km por Hora".

Músicas do Filme:
1) O Diamante Cor De Rosa
2) Você Vai Ser O Meu Escândalo
3) 120, 150, 200 Kmh
4) As Curvas Da Estrada De Santos
5) Vou Ficar Nú Pra Chamar Atenção
6) É Preciso Saber Viver
7) O Gênio
8) Karatê
9) Pentotal
10) Enganado Pierre
11) Aquarela Do Brasil
12) Custe O Que Custar
13) Please Garçon
14) Não Vou Ficar
15) Sarro
16) Tuareg









Lado A:
01. O Genio (Orquestra Polydor)
02. Custe O Que Custar (Gustavo)
03. Karate (Roberto Carlos)
04. Sarro (Wilson das Neves)
05. Ilha Rasa (Orquestra Polydor)
06. Nao Vou Ficar (Gustavo)

Lado B:
01. O Diamante Cor de Rosa (Jose Roberto)
02. Please Garçon (Joyce)
03. Karate (Orquestra Polydor)
04. As Curvas da Estrada de Santos (Gustavo)
05. Toboga (Jose Roberto)
06. Enganando Pierre (Orquestra Polydor)


FICHA TÉCNICA do Filme
Diretor: Roberto Farias
Elenco: Roberto Carlos, Erasmo Carlos, Wanderléia, José Lewgoy, Paulo Porto, Marly de Fátima.
Produção: Antônio Cristiano, Ivan De Souza, Rogério Farias, Mauro Lando, Wilmar Menezes, Joni Natorf Schlomer
Roteiro: Berilo Faccio, Roberto Farias
Fotografia: José Medeiros
Trilha Sonora: Roberto Carlos
Duração: 94 min.
Ano: 1968